sexta-feira, 15 de abril de 2016

São Leopoldo / RS: Operação contra desvio de armas de fábrica de São Leopoldo prende seis

14/04/2016 20h10 - Atualizado em 14/04/2016 20h10

Entre os presos está funcionário que trabalhava na Taurus desde 2011.

Empresa apoiou investigação dos desvios da fábrica do Rio Grande do Sul.

Do G1 RS
operação deflagrada pela Polícia Civil contra o desvio de armamento da unidade da empresa Taurus na cidade de São Leopoldo, no Vale do Sinos, no Rio Grande do Sul, terminou com seis presos nesta quinta-feira (14). Ao todo, foram apreendidas 11 armas, mas os investigadores acreditam que o desvio pode ser maior.

Entre os presos está um funcionário, que, conforme a polícia, desviava armamento ainda inacabado, direto da linha de produção, por meio de arremessos de sacolas com até cinco armas por cima dos muros da empresa. Do lado de fora as armas eram recolhidas e revendidas pela internet.
Armas foram apreendidas em operação (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Armas foram apreendidas em operação (Foto:
Polícia Civil/Divulgação)
"No dia 25 de março, cinco armas foram arremessadas sobre o muro da Taurus para o estacionamento que fica ao lado, numa outra empresa, num estacionamento de automóveis. E um funcionário dessa outra empresa viu e recolheu. Logo em seguida chegou uma moto e começou a procurar esse material, e não achou e foi embora", detalha o delegado Heliomar Franco, responsável pelas investigações.
Segundo o delegado, as armas eram desviadas no mesmo turno em que o funcionário trabalhava. Ele trabalhava há cinco anos na empresa. O irmão dele foi preso em Florianópolis (SC) com armamento roubado da empresa no mês passado. Alguns dos outros presos já possuem passagens por porte de armas e tráfico de drogas.

Foi a própria Taurus, conforme a polícia, que alertou sobre o desvio das armas. O armamento era inacabado, ainda sem números de registro, o que torna praticamente impossível o rastreamento.
A Taurus informou ao G1, por meio de nota, que desde o início das investigações está colaborando com as autoridades. Além disso, a empresa informou que está prestando todas as informações aos responsáveis pelas investigações, que estão em andamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário